banner topo

DECRETO DA PREEITURA DE VALENÇA DO PIAUÍ ALIMENTA A COVID 19 NO MUNICÍPIO

No artigo 1º eventos de lives e similares, a serem realizados. No artigo 2º proibido, SOM EM VIAS PÚBLCAS, ou quaisquer atividades que gere aglomeração. Os bares e similares, bem como lojas de conveniências depósitos de bebidas só poderão funcionar até as zero hora, restaurantes funcionando até o horário de uma hora na cidade de Valença do Piauí, zona Urbana e Rural

Por (Redação) em 03/12/2021 às 09:56:35

O decreto Municipal de nº 067 2021, de 1º de dezembro de 2021, que dispõem sobre realizações de festas e eventos, funcionamento do comercio local e as medidas excepcionais a serem adotadas para o enfrentamento da COVID 19 e da outras providencias, assinada por o senhor Prefeito Municipal Marcelo Costa e Silva e a secretaria de administração Iracema Alencar da Silva Barbosa.

O decreto inicia-se falando da grave crise da epidemia COVID- 19, na saúde pública, a necessidade de intensificar as medidas de contenção da propagação do novo coronavírus, cita ainda as medidas de ações recomendadas pela a OMS, Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde, Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), diante dos cenários de pandemia de emergência de saúde pública a nível internacional.

No artigo 1º eventos de lives e similares, a serem realizados. No artigo 2º proibido, SOM EM VIAS PÚBLCAS, ou quaisquer atividades que gere aglomeração. Os bares e similares, bem como lojas de conveniências depósitos de bebidas só poderão funcionar até as zero hora, restaurantes funcionando até o horário de uma hora na cidade de Valença do Piauí, zona Urbana e Rural.

Iniciamos comentando a omissão do decreto, quando não cita, ou camufla o nome FESTA DANCANTE, LIVE não é similar de festa, são eventos totalmente diferentes, fala em não ter som em vias públicas para não aglomerar, parece piada quando o municipio doa um prédio público O CENTRO SOCIAL URBANO – CSU para realização no dia 22 dezembro de uma festa com o cantor JOÃO GOMES, com publico aproximado de 5.000 mil pessoas em pé e aglomerando. Enquanto dita regras para bares e restaurantes, fica em aberto o horário para festas dançantes e em pé e aglomerada.

Valença do Piauí está indo ao contrario a todas as orientações, como da: OMS, APPM, 90% das Prefeituras do PAÍS, que cancelaram suas festas de NATAL, FINAL DE ANO E CARNAVAL, do decreto do Governo do Estado, da população que está assombrada com esta nova SEPA ÔMICRON, que esta vindo com toda a força, já temos casos no Brasil e temos que conter para não termos uma quarta onda para matar mais ainda a nossa população.

Enquanto isto acontece, o chefe do Executivo Municipal preocupa-se apenas em beneficiar aos amigos de outros municípios, promotores do evento e correligionários políticos, ou curtir o natal com muita bebida, e balada até o amanhecer. A esperança do Valenciano está colocada nas mãos do MINISTÉRIO PÚBLICO, através do seu representante PROMOTOR Dr. Sinobilino Pinheiro, que não vai aceitar o município AFROUXAR o decreto do Governo do Estado do Piauí.

Com este decreto PIFIO, ESDRUXULOS, apresentado por o Municipio de Valença do Piauí, o que temos a fazer é: apelar ao Ministério Público, para tomar as devidas providências cabíveis, ou rezar e pedir a DEUS a sua proteção para que no mês de Janeiro de 2022, Valença do Piauí que já ocupa o 15º lugar em COVID-19, no Estado do Piauí, não esteja padecendo com mais casos de COVID-19 por falta de um decreto COERENTE, CORRETO e de um gestor SEM COMPROMISSO com a população VALENCIANA.

Fonte: Redação/Joaquim Filho

Comunicar erro

Comentários